109ª Conferência Internacional do Trabalho

Primeira Conferência Internacional do Trabalho realizada de forma virtual é inaugurada

Pela primeira vez em sua história, a Conferência Internacional do Trabalho é realizada online e será dividida em dois segmentos ao longo do ano.

Comunicado de imprensa | 20 de Maio de 2021
© M. Crozet/OIT

GENEBRA (Notícias da OIT) - Foi inaugurada a 109ª Conferência Internacional do Trabalho (CIT), a primeira a ser realizada virtualmente devido às restrições causadas pela pandemia da COVID-19.

Omar Zniber, embaixador e representante Permanente do Reino de Marrocos no Escritório das Nações Unidas e outras organizações internacionais em Genebra, foi eleito presidente da Conferência durante a sessão de abertura, realizada em 20 de maio de 2021. Ele descreveu sua eleição como “uma fonte de orgulho ” para seu país e a região africana.

“Como se costuma dizer, a Conferência Internacional do Trabalho é o parlamento mundial do trabalho, que oferece aos governos e às organizações de empregadores e de trabalhadores dos Estados membros uma oportunidade única de realizar debates tripartites sobre questões sociais e trabalhistas, bem como sobre assuntos relacionados ao mundo do trabalho ”, disse ele.

“Este ano, a nossa Conferência assume um formato especial e é particularmente significativo, tendo em vista o seu adiamento no ano passado pelos motivos que todos conhecemos muito bem. Nem é preciso dizer que grandes expectativas foram depositadas sobre o trabalho que faremos nas próximas semanas e sobre a retomada de nossa Sessão no final deste ano. Farei todo o possível, juntamente com os meus Vice-presidentes, para orientar o nosso trabalho com esse espírito e não pouparei esforços para assegurar que esta Conferência seja um sucesso para todos ”.

O diretor-geral da OIT, Guy Ryder, saudou o início da CIT e o importante papel a ser desempenhado pelo recém-eleito presidente da Conferência.

“Após o inevitável adiamento desta reunião no ano passado, acredito que todos os constituintes da OIT - governos, empregadores e trabalhadores - compartilharam a determinação comum de que esta Conferência deve avançar neste momento, porque tínhamos um trabalho essencial a fazer e porque a continuidade institucional da nossa organização dependia em grande medida disso ”.

“Senhor Presidente, ao conduzir com sucesso esta Conferência sob sua liderança, a OIT dará mais um passo crucial para superar a pandemia da COVID-19 que devastou o mundo do trabalho no último ano e meio, e ao fazê-lo, contribuirá de forma crucial para construir melhor o futuro ”.

Três vice-presidentes da Conferência também foram eleitos durante a sessão: Chad Blackman, de Barbados, em representação do grupo governamental; Ronnie Goldberg, dos Estados Unidos, representando o grupo de empregadores; e Annette Chipeleme, da Zâmbia, representando o grupo de trabalhadores.

A sessão foi encerrada com a nomeação de dirigentes para os comitês e grupos de trabalho. Ela será reaberta no dia 3 de junho, quando a maioria dos comitês da Conferência iniciará seus trabalhos, e durará duas semanas e meia.

A sessão plenária será retomada no dia 7 de junho e permanecerá em funcionamento até 19 de junho.

Os itens da agenda em junho incluem um documento final especial sobre a resposta da OIT à COVID-19, a discussão dos relatórios do presidente do Conselho de Administração e do diretor-geral, o Programa e Orçamento da OIT para 2022-2023, a recorrente discussão sobre proteção social e a análise dos relatórios sobre a aplicação das normas do trabalho durante a pandemia e as discussões de casos de países relacionados.

A segunda etapa da Conferência acontecerá de 25 de novembro a 11 de dezembro, com uma agenda que inclui discussões temáticas sobre desigualdades e mundo do trabalho, além de competências e aprendizagem ao longo da vida.