Globalização

“Acreditamos que a perspetiva dominante sobre a globalização deve recair menos sobre os mercados e mais sobre as pessoas». Esta abordagem norteou os trabalhos da Comissão Mundial sobre a Dimensão Social da Globalização, instituída pela OIT em fevereiro de 2002. A Comissão, teve como principal objetivo identificar políticas para uma globalização justa tendentes à redução da pobreza, à sustentabilidade do crescimento, do emprego e do desenvolvimento, à criação de oportunidades para um trabalho digno e à promoção da inclusão e justiça para todos.

O Relatório “Uma Globalização Justa – Criar oportunidades para todos” ficou concluído a 24 de fevereiro de 2004. Nas suas conclusões é balizado o caminho para uma globalização cujos benefícios se possam estender a todos entre e dentro dos diversos países. Neste sentido, é lançado um apelo à partilha de valores universais como o respeito pelos direitos humanos e pela dignidade e o reforço da democracia e da proteção social.

As recomendações propostas, atentas à grande diversidade de países, procuram guiar os governos para maiores preocupações sociais associadas aos efeitos da globalização. No centro desta estratégia está o direito de todos e todas a um trabalho digno.

Mais informação no sitio global da OIT sobre este tema (em EN)

Documentação em PT:

Atividades apoiadas pela OIT-Lisboa:
  • Fórum da OIT «Trabalho Digno para uma Globalização Justa» Lisboa 31/10-2/11, 2007
  • Sessão de lançamento da versão portuguesa do Relatório da Comissão Mundial sobre a Dimensão Social da Globalização, organizada conjuntamente entre a OIT-Lisboa e o ISCTE, 10 de novembro de 2005