Emprego Jovem

A OIT mantém um compromisso de longa data com vista à promoção do trabalho digno para jovens através de iniciativas como o desenvolvimento e divulgação de conhecimento, aconselhamento técnico, consciencialização política e serviços de capacitação.

Atualmente, a nível mundial, mais de 40% de jovens encontram-se desempregados/as ou têm emprego, mas vivem na pobreza. O investimento com vista ao apoio aos/às jovens no mercado de trabalho tem vindo a aumentar a nível global desde o início da crise económica. Contudo, existe ainda uma coordenação limitada e uma escala insuficiente para abordar a dimensão total deste desafio. A Iniciativa Global da OIT sobre Empregos Dignos para a Juventude constitui uma plataforma única de colaboração e parceria que pretende unir esforços e ajudar os Estados-membros a alcançarem um dos objetivos cruciais da Agenda para o Desenvolvimento Sustentável de 2030.

O Programa de Emprego Jovem da OIT foi criado em 2005 para coordenar a resposta da Organização a este desafio global. Este Programa encontra-se suportado por dois instrumentos de política globais designadamente as Resoluções sobre o emprego dos jovens adotadas na 93ª e na 101ª Sessões da Conferência Internacional do Trabalho, em 2005 e em 2012, respetivamente. Estas Resoluções apelaram a uma abordagem integrada, que combine o crescimento pró-emprego e a criação de emprego digno através de políticas económicas, de educação e formação, políticas do mercado de trabalho, empreendedorismo jovem e respeito pelos direitos no trabalho dos jovens.

Mais informação no sítio global da OIT sobre este tema (em EN)

Documentação em PT: Atividades apoiadas pela OIT-Lisboa:

Portugal tornou-se em 2015 num dos países beneficiários de um projeto da União Europeia com a OIT sobre "Melhorar as capacidades dos profissionais para desenhar e monitorizar políticas de emprego para jovens". No âmbito desse projeto, tiveram lugar várias missões de assistência técnica da OIT a Portugal, apoiadas pela OIT-Lisboa em colaboração com o IEFP.