Agenda para o Desenvolvimento 2030

A Agenda 2030 dá ênfase a um enorme desafio que quase todas as economias enfrentam no horizonte pós-2015, i.e. a criação de oportunidades de emprego de qualidade e de condições de trabalho dignas para todos/as. O Trabalho Digno está refletido no 8º Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS): “promoção do crescimento económico inclusivo e sustentável e o emprego e trabalho digno para todas as pessoas”.

O 8º ODS é suportado por um conjunto de metas que se centram em dez aspetos chave:
  1. Garantir o pleno emprego e o crescimento económico sustentável
  2. Acabar com o diferencial de salários entre homens e mulheres
  3. Promover o trabalho digno para os jovens-  Erradicar o trabalho infantil e o trabalho forçado
  4. Formalizar a economia informal
  5. Garantir os direitos no trabalho e ambientes de trabalho seguros e protegidos para todos os homens e mulheres
  6. Proteger os trabalhadores migrantes-  Criar e estender pisos nacionais de proteção social
O 8º ODS é fortalecido com referências a aspetos do trabalho digno como a proteção social e o desenvolvimento de competências nos restantes ODS e constitui uma resposta indispensável às preocupações de muitos governos e às necessidades das pessoas em todas as regiões do globo. De facto, quase todos os restantes ODS se encontram ligados, de alguma forma, ao mandato da OIT e aos quatro pilares da sua agenda do trabalho digno.

Mais informação no sitio global da OIT sobre este tema (em EN)

Documentação em PT:

  • O Trabalho Digno e a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável
  • Iniciativa para a Erradicação da Pobreza - A OIT e a Agenda 2030
Atividades apoiadas pela OIT-Lisboa:

  • O Departamento de Estatística da OIT, a OIT-Lisboa, o INE e o Secretariado Executivo da CPLP, com o apoio do GEP/MTSSS, Pardev, Escritório Regional de África OIT-Youndé e OIT Timor Leste, organizaram uma formação de capitação dos países da CPLP para o desenvolvimento e monitorização de indicadores sobre os ODS.
  • A OIT-Lisboa promoveu a 31 de maio de 2017 uma reunião entre dirigentes e técnicos do Instituto Nacional de Estatística e do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social com o Diretor do Departamento de Estatística da Organização, Rafael Diez de Medina, no contexto do desenvolvimento de indicadores para monitorização das metas inerentes ao 8º ODS.
  • A OIT-Lisboa participou a 20 de janeiro de 2016 no seminário de lançamento da consulta pública junto da sociedade civil acerca da implementação dos ODS organizada pela Animar, CNJ, Minha Terra, PpDM, Plataforma Portuguesa das ONGD e Instituto Camões, com o apoio do UNRIC.