Guia sobre como e porquê recolher e utilizar dados sobre as relações laborais

A finalidade deste guia é apoiar os constituintes tripartidos da OIT - isto é, governos e organizações de trabalhadores e de empregadores - na recolha de dados sobre as relações laborais, nomeadamente sobre a filiação sindical, a cobertura da negociação coletiva e sobre greves e lockouts. Visa igualmente contribuir para a melhoria da qualidade e da comparabilidade desses dados. Proporciona perspetivas relacionadas com as fontes de dados que podem ser utilizadas, assim como exemplos de países que já recolhem esses dados.

A recolha de dados sobre a filiação sindical, sobre a cobertura da negociação coletiva e sobre as greves e lockouts fornece aos governos e aos parceiros sociais informações que lhes permite compreender melhor a evolução das tendências nas relações laborais, visando adotar políticas que promovem a negociação coletiva e relações laborais sólidas. Permite, também, a avaliação destas políticas.

Considerados no contexto da legislação e condições nacionais, os dados sobre as relações laborais podem ajudar igualmente a avaliar o progresso no âmbito da realização da liberdade de associação e o reconhecimento efetivo do direito à negociação coletiva - princípio que reside no âmago do trabalho digno.