Diversidade e inclusão no mundo do trabalho

Em parceria com empresas em todo o país, mapeamento inédito identificará dificuldades e oportunidades para a promoção da diversidade e inclusão no mundo do trabalho

Promovida pela OIT e pelo MPT, em parceria com o Somos Diversidade, a iniciativa “Diversidade Aprendiz: aprendizados para um futuro inclusivo” tem por objetivo ampliar a inserção de grupos excluídos pelo preconceito de diversas naturezas no mercado de trabalho, a partir de políticas de inclusão e equidade.

Notícias | 9 de Março de 2021
Brasília - A promoção da diversidade e da inclusão nas empresas vai além do recrutamento, da seleção e de metas afirmativas. Para aumentar a representatividade nos quadros funcionais e nos espaços de tomada de decisão no ambiente corporativo é essencial a criação de políticas, ações e treinamento transparentes que combatam a invisibilidade de profissionais excluídos e preparem gestores, funcionários e funcionárias, fornecedores, clientes e toda a cadeia de valor para o fortalecimento de uma cultura organizacional inclusiva e livre de preconceito e estereótipos.

Segundo estudo da McKinsey, "as empresas com diversidade de gênero em suas equipes executivas – onde a maior parte das decisões estratégicas e operacionais são tomadas – são 21% mais propensas a ter uma rentabilidade acima da média do que as outras. Os dados ainda indicam que as empresas com maior diversidade étnica, em suas equipes executivas, têm 33% mais propensão à rentabilidade. ”

“Claro que não basta promovermos a diversidade dentro das organizações, precisamos construir caminhos mais potentes e preocupados com uma cultura organizacional inclusiva e criação de ambientes preocupados cada vez com a segurança psicológica e o conforto dos colaboradores. Quanto antes entendermos que a diversidade é nossa maior igualdade, e também nossa maior potência, mais rapidamente criaremos caminhos de fortalecimento dos indivíduos. Indivíduos felizes e inseridos em equipes empáticas trabalham melhor e rendem muito mais. E este resultado, percebe-se rapidamente em termos macro”, afirma Maite Schneider, coordenadora do Somos Diversidade e Embaixadora da Rede da Mulher Empreendedora.

Diversidade e inclusão no futuro do trabalho


Com o objetivo ampliar a inserção de grupos excluídos pelo preconceito no mundo do trabalho, o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT), em parceria com o Somos Diversidade, lançam o projeto “Diversidade Aprendiz: aprendizados para um futuro inclusivo” (www.somosdiversidade.com.br ).

A ampla iniciativa começa com um mapeamento inédito realizado em conjunto com empresas de diversos portes e setores para identificar dificuldades, barreiras de entrada, oportunidades e demandas necessárias para a promoção da plural diversidade e inclusão nos processos seletivos de contratações e nas políticas internas de permanência e ascensão no local de trabalho.

O foco do projeto será a inserção de pessoas que tradicionalmente enfrentam exclusão e preconceitos diversos no mundo do trabalho: pessoas com deficiência, imigrantes, refugiados, negros e negras, LGBTI (especialmente pessoas transexuais), pessoas com mais de 50 anos e em situação de cerceamento de liberdade.

"A pesquisa tem por objetivo identificar os nichos empresariais em que já há abertura para a contratação das pessoas dos grupos vulneráveis, identificando as eventuais dificuldades para, superando-as, aproximar as pessoas candidatas aos empregos das oportunidades de trabalho", afirma a procuradora regional do Trabalho, Adriane Reis de Araújo, coordenadora nacional da Coordigualdade (Coordenadoria Nacional de Promoção da Igualdade de Oportunidades, do MPT.

A partir do levantamento, os dados apurados servirão de alicerce para elaboração de cursos de capacitação e políticas de fomento e divulgação de oportunidades em conjunto com instituições e empresas parceiras, com a finalidade de promover a equiparação de currículos com a demanda real do mercado. A terceira e última etapa será a promoção e acompanhamento das contratações da população-alvo do projeto, promovendo, de fato, a equidade, a autonomia e a sustentabilidade.

“A COVID-19 colocou em evidência as desigualdades e exclusões existentes em nossas sociedades, temos a oportunidade de, no processo de retomada da economia, assegurar a sua reconstrução de forma segura, inclusiva e sustentável, com justiça social e trabalho decente, para todas, todes e todos. Para isso, uma ferramenta fundamental é o conhecimento sobre o mercado de trabalho e as oportunidades, além de dialogar com as empresas para a elaboração de políticas e iniciativas inclusivas que beneficiam a sociedade e aumentam a produtividade das empresas", diz Thaís Dumêt Faria, Oficial Técnica em Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho para América Latina e Caribe, do Escritório da OIT no Brasil.

“Igualdade de oportunidades e tratamento é um princípio fundamental para alcançar a justiça social, que é o objetivo central da OIT desde a sua fundação em 1919”, acrescenta.

Empresas interessadas em conhecer maiores informações sobre o projeto “Diversidade Aprendiz: aprendizados para um futuro inclusivo”, por gentileza, visite: www.somosdiversidade.com.br