COVID-19 e as PMEs no Brasil

Resposta à crise da COVID-19 e o apoio às micro, pequenas e médias empresas

A OIT organizou as suas recomendações para principais medidas de política pública de resposta à crise de acordo com quatro pilares.

Notícias | 16 de Julho de 2020

Por José Ribeiro 1

Brasília - A OIT organizou as suas recomendações para principais medidas de política de resposta à crise de acordo com quatro pilares:
  • Estimular a economia e o emprego, por meio de políticas orçamentárias ativas, políticas monetárias mais favoráveis aos empréstimos e de apoio financeiro a setores específicos, incluindo o setor da saúde;
  • Apoiar as empresas, o emprego e os rendimentos, por meio da ampliação da proteção social a todas as pessoas, da aplicação de medidas de manutenção do emprego, da concessão de benefícios financeiros/fiscais e outros destinados às empresas;
  • Proteger os trabalhadores e as trabalhadoras nos locais de trabalho, reforçando as medidas de Segurança e Saúde no Trabalho (SST), adotando modalidades de trabalho flexíveis (por exemplo, teletrabalho), prevenindo a discriminação e a exclusão, proporcionando acesso à saúde para todas as pessoas e expandindo o acesso a licenças remuneradas;
  • Utilizar o diálogo social para soluções, reforçando a capacidade e a resiliência das organizações de empregadores e de trabalhadores, reforçando a capacidade dos governos, das instituições e dos processos de negociação coletiva e de relações laborais.
Diante deste contexto a OIT destaca que é preciso dar atenção ao impacto sobre as pequenas e médias empresas, protegendo seus negócios e sua força de trabalho. No vídeo abaixo, são apresentadas, de forma resumida, as grandes linhas de ações para que micro, pequenas e médias empresas possam proteger seus negócios e sua força de trabalho durante a crise.



O conjunto destas iniciativas são detalhadamente apresentadas e aprofundadas no curso de "Medidas de apoio às Pequenas e Médias Empresas (PME) durante a crise da COVID-19", oferecido gratuitamente pelo Centro Internacional de Formação da OIT, na modalidade de Ensino à Distância (EAD). 

Disponível nos idiomas português, espanhol, inglês e francês, o curso aborda estratégias eficazes de continuidade de negócios sob diferentes perspectivas no âmbito da pandemia de COVID-19, disponibilizando importantes ferramentas e práticas inteligentes, a exemplo do Plano de continuidade de negócio COVID-19 em seis etapas. A ferramenta permite avaliar o perfil de risco da empresa e o nível de vulnerabilidade à pandemia de COVID-19 em termos de impacto nas Pessoas, Processos, Lucros e Parcerias (os "4P", do inglês People, Processes, Profits, Partnerships) e, posteriormente, a elaborar um sistema eficaz de riscos e contingência para o negócio.

Para o referido Curso, clique aqui. (É preciso se inscrever para acessar a página)

Para a  ferramenta do Plano de continuidade de negócio, clique aqui.

Oficial Nacional de Geração e Análise de Dados para a Promoção do Trabalho Decente e Coordenador da Área de Conhecimento para a Promoção do Trabalho Decente, do Escritório da OIT no Brasil.