Notícias

junho 2019

  1. Amanhã é dia de participar do Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil

    11 de Junho de 2019

    “Criança não deve trabalhar, infância é para sonhar”, amanhã, 12 de junho, dia Mundial Contra o Trabalho Infantil é dia de lembrar que crianças e adolescentes têm o direito de brincar, estudar e sonhar e que devem ter esses direitos protegidos. Atualmente, no Brasil, 2,4 milhões de crianças e adolescentes de 5 a 17 anos trabalham. Muitos trabalham fora e ainda fazem trabalhos domésticos. O Trabalho Infantil traz graves consequências à saúde, à educação, ao lazer e ao futuro dessas crianças e adolescentes.

  2. Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil - 12 de junho de 2019

    10 de Junho de 2019

    O Brasil tem 2,4 milhões de crianças e adolescentes entre cinco e 17 anos trabalhando. Eles trabalham na agricultura, na pecuária, no comércio, nos domicílios, nas ruas, na construção civil, entre outras situações.

maio 2019

  1. OIT apoia encontro de resgatados(as) do trabalho escravo no Maranhão

    27 de Maio de 2019

    Cerca de 60 resgatados(as) de situação análoga à escravidão participaram este mês (10 e 11) no município de Pindaré Mirim (MA) do 6º Encontro de Trabalhadores(as) Resgatados(as) do Trabalho Escravo. Organizada pelo Centro de Defesa da Vida e dos Direitos Humanos Carmen Bascarán (CDVDH/CB), a iniciativa teve apoio de Organização Internacional do Trabalho (OIT), Ministério Público do Trabalho (MPT) e Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP).

  2. © Tony Webster 2019

    Garantir justiça e proteção para as pessoas trabalhadoras LGBTI

    17 de Maio de 2019

    Por ocasião do Dia Internacional contra a Homofobia, a Transfobia e a Bifobia, o Diretor Geral de a OIT, Guy Ryder, disse que se queremos um futuro do trabalho centrado no ser humano, que não deixe ninguém para trás, devemos incluir as pessoas trabalhadoras LGBTI.

  3. OIT, MPT e Papel Social discutem trabalho decente na produção de cacau

    17 de Maio de 2019

    O escritório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil, o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a organização Papel Social participaram, nos dias 24 e 25 de abril, de eventos promovidos pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. O objetivo foi discutir o relatório “Cadeia produtiva do cacau: avanços e desafios rumo à promoção do trabalho decente: análise situacional”, elaborado por OIT, MPT e Papel Social. O documento foi desenvolvido no contexto do Projeto “Promoção e Implementação dos Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho”, implementado pela OIT por meio de uma parceria com o MPT.

  4. Trabalhador resgatado relata abusos em carvoarias e fazendas no Brasil

    14 de Maio de 2019

    No Brasil, o Maranhão é o estado de origem do maior número de brasileiros vítimas de escravidão contemporânea. Para conscientizar autoridades e a população sobre o problema, o projeto ‘Escravo, nem pensar!’ implementado pela ONG Repórter Brasil, em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e o Ministério Público do Trabalho (MPT), divulga um vídeo com o relato de um sobrevivente do trabalho escravo.

  5. OIT debate inclusão de jovens em postos de trabalho do futuro

    8 de Maio de 2019

    Segundo relatório, dois terços dos empregos em países em desenvolvimento são suscetíveis à automação — o que pode agravar o desemprego entre os jovens, uma parcela da população com taxas de desocupação já acima das médias nacionais. Os desafios de inclusão da juventude foram tema de painel promovido pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em Buenos Aires, na Argentina. Agência defendeu a cooperação entre países do Sul global em prol da inserção laboral dos jovens.

  6. OIT: iniciativa latino-americana contra trabalho infantil é exemplo de cooperação Sul-Sul

    3 de Maio de 2019

    Em evento paralelo à Conferência da ONU sobre Cooperação Sul-Sul, realizada em Buenos Aires, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) lembrou avanços da América Latina e Caribe na erradicação do trabalho infantil. Nos últimos 20 anos, segundo a agência da ONU, países da região tiraram 9,5 milhões de crianças e adolescentes de situações de exploração laboral.

  7. Pureza: uma maranhense na linha de frente contra o trabalho escravo no Brasil

    1 de Maio de 2019

    No mês em que o Brasil comemora a abolição da escravatura, em 13 de maio, a Organização Internacional do Trabalho (OIT), em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a ONG Repórter Brasil, lembra o ativismo da maranhense Pureza Lopes Loiola, que passou três anos à procura do filho Abel, desaparecido em 1993 após ser aliciado por agentes do trabalho escravo. Pureza percorreu o interior do Maranhão e do Pará, numa peregrinação por garimpos, carvoarias, madeireiras e plantações. À época, o Estado brasileiro ainda não reconhecia a existência de formas análogas à escravidão. Assista ao vídeo aqui.

abril 2019

  1. OIT premia iniciativa regional para combater trabalho infantil na América Latina

    24 de Abril de 2019

    A Iniciativa Regional América Latina e o Caribe Livres de Trabalho Infantil recebeu o “Prêmio Inovação” da Organização Internacional do Trabalho (OIT), em reconhecimento à sua contribuição na promoção do trabalho decente. As brasileiras Fernanda Barreto Ribeiro e Maria Cláudia Mello da Silva Falcão, coordenadoras de programas da OIT e integrantes da Secretaria Técnica da Iniciativa, receberão em maio o prêmio na sede da Organização, em Genebra.