COVID-19: Proteger as pessoas mais vulneráveis

Cozinha&Voz Web lança terceira turma para promover capacitação profissional, renda e trabalho decente

Iniciativa faz parte de um amplo projeto de promoção da empregabilidade de pessoas em situação de exclusão socioeconômica lançado pela OIT e pelo MPT e conta com apoio da Casa Poema, da chef Paola Carosella e do UNAIDS

Notícias | 5 de Novembro de 2020
Terceira turma do projeto Cozinha&Voz Web
Brasília – O projeto Cozinha&Voz Web lançou no dia 4 de novembro a terceira turma online de capacitação profissional em assistente de cozinha, reunindo 70 alunos e alunas de São Paulo, do Rio de Janeiro, de Rondônia e do Rio Grande do Sul. Nesta edição, 10 ex-alunos trabalharão como monitores do curso.

O Cozinha&Voz faz parte de uma ampla iniciativa de promoção do trabalho decente para pessoas em situação de vulnerabilidade, desenvolvida pela OIT e pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), com apoio da chef Paola Carosella, da Casa Poema e do UNAids.

“Fui aluna da primeira turma do Cozinha&Voz, em 2017, aluna da primeira turma do Cozinha&Voz Web em abril e agora volto para o projeto como monitora”, disse Daniela Assunção, 31 anos, de São Paulo, que será monitora das aulas de música. “Que seja o início de uma nova fase na minha vida, que venho de uma classe tão invisível em nossa sociedade”.

O Cozinha&Voz está estruturado em dois pilares, que dão nome ao projeto. O componente "Cozinha" conta com a coordenação técnica da cozinheira Paola Carosella e com o apoio de Neide Rigo e Fernanda Cunha e promove a formação profissional de assistentes de cozinha.

Coordenado pela atriz e poeta Elisa Lucinda e pela atriz e diretora Geovana Pires, sócias da Casa Poema, o componente "Voz" promove oficinas técnicas, nas quais, por meio da poesia, alunos e alunas desenvolvem e aperfeiçoam a inteligência emocional e a comunicação interpessoal, para aprender a se comunicar em qualquer contexto profissional, de uma entrevista de emprego a uma apresentação em público. 

“Nosso intuito é construir por dentro a narrativa e conteúdo do projeto. Ouvindo, ensinando e aprendendo com quem já passou por ele e a partir dele reconstruiu sua própria história”, disse a coordenadora- geral do Cozinha&Voz, Geovana Pires, chama a atenção para essa nova fase do projeto.

Pelos próximos três meses, os alunos e as alunas irão participar de aulas online todos os dias. O projeto oferece aulas de música, dança, poesia, palestras e debates com temas importantes como saúde, racismo estrutural, discriminação e violência contra a população LGBTQI+. Especialistas, procuradores do MPT de vários estados, representantes do UNAIDS e da OIT participam de palestras. Além disso, em parceria com o Sebrae, o curso oferece cursos online voltados para o empreendedorismo.

Além de auxiliar os alunos e alunas com bolsas de 500 reais mensais durante os três meses de duração do curso, o projeto agora gera também oportunidades para egressos. Dez ex-alunos e ex-alunas foram escolhidos para trabalhar na monitoria academia das aulas de poesia, música, dança e cozinha, orientando novos(as) colegas e auxiliando os professores. Para quem está começando, ver ex-alunes como monitores é mais um incentivo.

“Estou muito feliz de estar no curso, já chorei, já gritei. Estou aqui e vou até o fim”, falou emocionada Michelly Tavares, 30 anos, mulher transexual de Alvorada, no Rio Grande do Sul.

Do presencial ao online

Criado na forma presencial em 2017, o Cozinha&Voz projeto promove a capacitação profissional por meio de um curso de assistente de cozinha e da poesia, visando aumentar a empregabilidade de pessoas em situação de exclusão e vulnerabilidade socioeconômica.

Para garantir a capacitação contínua e treinamentos essenciais durante a pandemia, a OIT e o MPT buscaram assegurar a profissionalização de alunas e alunos, com um método de aulas online ministradas por meio de ferramenta de videoconferência, conversas virtuais e outras alternativas de conexão. Assim, surgiu o Cozinha&Voz Web, que passou a contar com o apoio do UNAIDS Brasil.

A primeira turma do Cozinha&Voz Web foi lançada em abril passado, com 50 homens e mulheres transexuais. A segunda turma começou em julho, com 50 pessoas de Rondônia, São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Goiás e do Espírito Santo. A terceira turma vai seguir o mesmo modelo das turmas anteriores em relação ao conteúdo e metodologia.

"Esse formato tem sido testado e apresentado ótimos resultados. Com isso, vemos que, no futuro, pode ser utilizado para chegar às pessoas em pontos remotos do país para que façam parte do Cozinha&Voz a distância”, disse Thaís Faria, Oficial Técnica de Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho, da OIT.