OIT debaterá "Um Futuro Possível com Trabalho Decente e Inclusão" pós-pandemia

Evento virtual debaterá os caminhos possíveis para a saída da crise e uma reconstrução socioeconômica pós-pandemia, que incluam igualdade de condições e de tratamento, justiça social e trabalho decente para todas, todes e todos.

Notícias | 30 de Junho de 2020
Reuniremos representantes do governo, de organizações de trabalhadores e de empregadores, pessoas beneficiadas pelos projetos da OIT e personalidades do mundo da cultura
Brasília - O Escritório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil tem a honra de convidá-la(lo) para o evento virtual "Um futuro possível: trabalho decente e inclusão", no dia 30 de junho, terça-feira, às 19h, com transmissão no canal da ILO TV no YouTube.

Nas rodas de conversas virtuais, reuniremos representantes do governo, de organizações de trabalhadores e de empregadores, pessoas beneficiadas pelos projetos da OIT e personalidades do mundo da cultura, com um único objetivo: uma troca de ideias propositivas e positivas sobre os caminhos possíveis para a saída da crise e uma reconstrução socioeconômica pós-pandemia, que incluam igualdade de condições e de tratamento, justiça social e trabalho decente para todas, todes e todos.


O evento será mediado pela atriz, poeta e jornalista Elisa Lucinda e as mesas virtuais debaterão os temas abaixo listados, que abordam a pandemia e seus impactos no mundo do trabalho.
  • Povos indígenas
  • Quilombolas e religiões de matrizes africanas
  • Questões de gênero, refugiados e pessoas em situação vulnerabilidade socioeconômica
  • Diálogo social e tripartismo


Participantes:
  • Antônio Lisboa, secretário de Relações Internacionais da Central Única dos Trabalhadores (CUT).
  • Antônio Pitanga, ator.
  • Ariadne Ribeiro, assessora para Apoio Comunitário do UNAIDS Brasil.
  • Bárbara Alabaxé, gerente técnica do projeto Áwùre.
  • Carlos Fernando da Silva Filho, presidente do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho (Sinait).
  • Cecília Santos, procuradora do Trabalho do Ministério Público do Trabalho (MPT).
  • Cimar Azeredo, diretor adjunto de Pesquisas do IBGE.
  • Ellen Oléria, cantora.
  • Exaucee Cathhy Kalambay, refugiada da República Democrática do Congo e aluna do projeto Faces & Sustentabilidade.
  • Fabrício Boliveira, ator.
  • Maria Paula, atriz, psicóloga, escritora e Embaixadora da Paz.
  • Marina Reidel, diretora de Promoção de Direitos LGBTI, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, do Governo Federal.
  • Martin Hahn, diretor do Escritório da OIT no Brasil.
  • Maryellen Crisóstomo, quilombola, jornalista e beneficiária do projeto Ubuntu Quilombolas.
  • Pakashaya Shananawa, líder política indígena do Acre e beneficiária do projeto Ubuntu Indígenas.
  • Paola Carosella, chef e coordenadora técnica dos projetos Cozinha & Voz e Faces & Sustentabilidade.
  • Reinaldo Damacena, advogado e especialista em Política e Indústria na Gerência Executiva de Relações do Trabalho da Confederação Nacional da Indústria (CNI).
  • Sofia Vilela, procuradora do Trabalho do Ministério Público do Trabalho (MPT).
  • Valéria Rodrigues, consultora de Direitos Humanos e coordenadora-geral do Instituto Nice.
  • Vinícius Pinheiro, diretor regional da OIT para a América Latina e o Caribe.
  • Zélia Duncan, cantora e compositora .